Mão dada a Moçambique - 2 de abril em Lisboa


O pasado 14 de marzo, o ciclone Idai arrasou Moçambique. Máis de 4 000 mortos e medio milhão de afectados, no "maior desastre natural do hemisferio sul" segundo a ONU. A artista moçambicana Selma Uamsusse, lisboeta de adopção desde os 6 anos, é a mentora e organizadora de "Mão dada a Moçambique" un evento solidario que terá lugar o vindouro 2 de abril en Lisboa. Máis de 40 artistas portugueses e internacionais, entre os que se encontra a galega Uxía, tomarão parte no concerto.


2 DE ABRIL / Capitólio (Lisboa) / 21:00 h.

Mais de 40 artistas, nacionais e internacionais, vão contribuir com a sua voz e presença no evento de angariação de receitas “Mão dada a Moçambique”, que decorre a 2 de Abril, no Capitólio, em Lisboa, a partir das 21:00 h. e terá transmissão mundial através da RTP 1 e Antena 1.

Os bilhetes já se encontram á venda nos locais habituais (ver informação completa em baixo). Não podendo apoiar a totalidade de organizações, pessoas e instituições que estão na zona centro de Moçambique a tentar, em contra-relógio, debelar a catástrofe humanitária em curso, resultante da passagem do ciclone Idai, Selma Uamusse, mentora e organizadora de “Mão Dada a Moçambique” escolhe focar-se em oito associações, entre as quais serão divididas as verbas angariadas em partes iguais, após assinarem a carta de compromisso pública, que garante a transparência e monitorização das verbas angariadas por um auditor de contas independente.

Todas as instituições estarão representadas no Capitólio e os respectivos porta-vozes darão conta do que já estão a fazer no terreno e o que prevêem fazer a médio e longo prazo. As sete associações beneficiárias serão a AMI - Fundação de Assistência Médica Internacional; Cáritas Portuguesa; Cruz Vermelha Portuguesa; Médicos Sem Fronteiras; Associação HELPO; Fundação Girl Move, a ACRAS - Associação cristã de re-inserção e apoio social e a Iris Relief. A RTP - Rádio e Televisão de Portugal vai transmitir o espectáculo em directo, encerrando a emissão especial sobre Moçambique, que terá início nesse dia ás 10:00, quando serão abertas as linhas para chamadas de valor acrescentado, assim como o call center, destinado a assistir e esclarecer pessoas que estão fora de Portugal e/ou que queiram doar um valor superior.

As tres categorias de bilhetes de “Mão dada a Moçambique” estão à venda a partir de hoje nos locais habituais:

-> Bilhete geral: 20€. Dá acesso ao espectáculo; plateia em pé. À venda em blueticket.pt e nos locais habituais.

-> Bilhetes-donativo: 20€ e 30€. Não dão acesso ao espectáculo; podem ser adquiridos em Portugal, nos locais habituais, e em qualquer parte do mundo, em blueticket.pt; destinam-se a pessoas, famílias, empresas e organizações, nacionais ou internacionais que, não querendo ou podendo assistir ao espectáculo, pretendem contribuir.

Para reforçar a angariação de verbas junto do público presente no Capitólio, será vendida a edição especial da Visão “Moçambique no Coração”, com preço de capa a 2,5€, cuja totalidade das verbas será doada à missão da Cruz Vermelha em Moçambique. Angariar o maior valor de receitas possível, para ajudar o máximo de vítimas do Idai é o objectivo de todos os artistas e parceiros que se unem neste evento, e que desde já agradecem todos os contributos financeiros que serão dados, do mais modesto, ao mais generoso.


Artistas:

Ana Moura, André Cabaço, André Tentugal, Benjamim, Best Youth, Celina da Piedade, Conan Osiris, Costa Neto, Couple Coffee, Cristina Branco, D’Alva, Dino D’Santiago, Elisa Rodrigues, Ellas e o Jazz, Gisela João, Golden Slumbers, Gospel Collective, Héber Marques (HMB), Isabel Novella, Joana Alegre, Joana Barra Vaz, Jónatas Pires, Luisa Sobral, Karyna Gomes, Márcia, Maria João, Marina Lambujo, Marta Ren, Matay, Mistah Isaac, Moullinex, Noiserv, Paulo Flores, Rita Redshoes, Rodrigo Leão, Salvador Sobral, Samuel Úria, Sara Tavares, Señoritas, Surma, Susana Travassos, Tatanka, The Legendary Tigerman, Uxía e We Trust.


Atención! Este sitio usa cookies e tecnoloxías similares.

Facendo click en aceptar, estás dacordo co seu emprego

Acepto